Usina Paineiras S.A.

Imprensa / Notícias

08.06.2020

Safra 22% maior e protegida do coronavírus na Usina Paineiras

 

 

 

Safra 22% maior e protegida do coronavírus na Usina Paineiras

 

Marcada para ter início no próximo dia 24, será a 108ª da usina

 

Apesar de todos os impactos mundiais da pandemia do coronavírus, a Usina Paineiras está se organizando para iniciar a sua 108ª safra anual de cana-de-açúcar no próximo dia 24. A indústria, sediada em Itapemirim (ES), planeja moer 22% a mais de matéria-prima do que na última safra (600 mil toneladas em 2020) e para isso tem tomado uma série de medidas preventivas contra a contaminação de seus trabalhadores pelo coronavírus. A empresa deve contar, a partir da próxima semana, com cerca de 600 trabalhadores.

 

Nesta terça-feira (2), por exemplo, líderes da Usina Paineiras reuniram-se com a Secretaria de Saúde de Itapemirim para solicitar apoio para traçar planos para evitar a disseminação da doença na empresa.

 

“A Usina Paineiras tem um bom setor de segurança do trabalho e de comunicação, mas eles não estão completamente preparados para lidar com essa situação. Seria muito bom para nós se pudéssemos receber uma palestra para orientar sobre como proceder em cada situação”, afirmou o gerente administrativo e financeiro da indústria, Antonio Carlos de Freitas Junior.

 

Prefeitura garante apoio

O gerente também solicitou que sua equipe seja orientada diretamente pelos profissionais da Vigilância Epidemiológica do município, principalmente acerca da utilização correta de EPI's e cuidados com a higiene: “Queremos que nossos trabalhadores estejam seguros. Pretendemos desenvolver um protocolo e somar com os que já existem para conviver com a possibilidade da doença.”

 

Para a presidente do SCO de Itapemirim, Luciana Peçanha, a parceria com a usina é interessante e necessária para todos, pois esses trabalhadores estarão transitando pelo município por bastante tempo. “A Usina Paineiras pode contar com a gente, pois precisamos garantir que esses trabalhadores estejam saudáveis quando chegarem e que assim permaneçam. Sugiro que vocês tenham pessoas orientadas para monitorá-los, verificando a temperatura diariamente, se for possível, e encaminhando para atendimento médico aqueles que apresentarem sintomas”, orientou Luciana.

 

Também presente na reunião, a secretária de Saúde de Itapemirim, Zélia Kock, assegurou que tanto os profissionais, quanto às unidades de saúde do município estão preparados para atender às necessidades da usina. “Nós vamos orientar os trabalhadores para que tomem todas as medidas necessárias para evitar o contágio, mas, caso ocorra, estaremos aqui para dar toda assistência necessária. Ao menor sinal da doença, o melhor que pode ser feito é isolar o paciente e o encaminhar para consulta em uma de nossas unidades sentinelas, que são direcionadas exclusivamente para atendimento aos pacientes com suspeita da Covid-19”, disse a secretária.

 

Prevenção e doações em março

Desde março, porém, a Usina Paineiras iniciou sua prevenção, orientando e oferecendo álcool em gel para todos que visitaram a usina e, desde 23/03, afastando 50 funcionários de grupos e risco.

 

A indústria também produziu excepcionalmente e doou mais de 5.000 litros de álcool 70% líquido para instituições de saúde de todo o Sul do estado (principalmente hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde – SUS).

 

Safra melhor

Mesmo com todos esses cuidados, o início da safra deste ano, que estava previsto para maio, precisou ser adiado, inclusive porque algumas indústrias que fornecem insumos ficaram paradas.

 

“Este ano choveu bem, a cana-de-açúcar se desenvolveu bem, o tempo começou a esfriar mais cedo, com isso o açúcar deve se concentrar mais na cana-de-açúcar, e então esperamos mais qualidade da matéria-prima e melhor produtividade da indústria, gerando melhor resultado da safra, inclusive para os produtores rurais”, informou o gerente Antonio Carlos de Freitas Junior.

 

A safra está prevista para ser concluída no final de outubro e, novamente, depois de dois anos, o açúcar deve voltar a remunerar melhor do que o álcool, fazendo com que a usina produza então mais açúcar do que etanol.

 

“Mas é importante destacar que o etanol que a Usina Paineiras produz não é o que permite a produção de álcool 70%. Produzimos esse outro tipo em abril, excepcionalmente e em relativamente pequena quantidade, exclusivamente para doação, mas nossa indústria só tem condições de produzir em grande escala o etanol que é usado para combustível de veículos”, ressaltou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais informações para a imprensa com a assessoria da Usina Paineiras:

- Altercom Comunicação Empresarial: (28) 35222177 | (28) 99986-7883

 

 

Leia mais

Usina Paineiras S.A.

Paineiras - Itapemirim - ES - Brasil

(28) 3532-9200 - Fax:(28) 3532-9277

100 anos

Desenvolvido por Agência Conteúdo

© 2013 Usina paineiras S. A. Todos os direitos reservados.